29
Jul 06

A lei da compensação pode trabalhar a seu favor ou contra você, dependendo da maneira como você a orienta. Podem passar-se muitos anos para o castigo se seguir à transgressão, ou a recompensa à virtude, mas a compensação sempre o encontrará. A Natureza se certifica de que qualquer excesso seja seguido por um nivelamento. O medo cede à Lei da Compensação, e a inveja e a maldade também desaparecem da vida, quando se compreende que a lei da compensação é capaz de conduzir qualquer pessoa a grande sucesso - porque qualquer um pode controlar a forma como ela trabalha para si.

... Todo ato recompensa a si mesmo ou, em outras palavras, integra-se de maneira dupla - primeiro, na coisa, ou na natureza real segundo, na circunstância, ou na natureza aparente. Os homens chamam a circunstância de retribuição. A retribuição casual está na coisa, e é vista pela alma. A recompensa na circunstância é vista pela compreensão; é inseparável da coisa, mas, muitas vezes se dispersa por muito tempo e, assim, não se torna distinta se não depois de muitos anos. A punição específica pode se seguir, tardiamente, à ofensa, mas acontece porque acompanha o erro. Crime e castigo nascem do mesmo tronco. O castigo é um fruto que amadurece de forma insuspeita, dentro da flor do prazer que a escondeu. Causa e efeito, meios e fins, semente e fruto, não podem ser separados; porque o efeito já floresce na causa, o fim preexiste nos meios, o fruto na semente.

 

AUTOR RALPH WALDO EMERSON

publicado por Maria às 19:04

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.


Julho 2006
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28

30
31


subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO